Márcia Guimarães

Bio

ALGUÉM COMO DANIEL Autor: Myrtes Mathias Senhor, seria ingênuo e ridículo, Se não fosse tão sincero o anseio. Mas a quem buscar, com este coração sensível, Este corpo frágil, e esta alma que sonha, Se não a ti que me conheces, Pois que me fizeste? Quero amar alguém, Senhor, mas alguém. Que me ajude a chegar cada vez mais perto de Ti. Reconheci que a felicidade é relativa, E proporcional à proximidade Tua. De que me aproveita ser admirada, querida por alguém que não Te conhece, que não Te reconhece como Senhor, e amigo verdadeiro? Quero ser para aquele que Te peço, Uma das demais coisas que lhe acrescentas, Porque antes Te buscou primeiro. Quero um amor tão forte e duradouro Como uma prova de que de Ti desceu. Capaz de compensar minha fragilidade, Que, tendo como meta a eternidade, Já na terra seja um pedaço de céu. Não Te peço um David, de Miguel Ângelo, Nem um César com poder na mão: Peço-Te um homem verdadeiro, “que eu possa chamar de companheiro”, que antes de esposo seja meu irmão. Quero alguém que eu admire tanto E que saiba tanto se fazer amar, Que eu não me importe de diminuir Para fazer grande o comum porvir Do qual eu me orgulhe de participar. Quero-o de joelhos diante de Ti, Mas de pé diante do mundo cruel. Que nada tema, senão Te ofender, Que nada busque senão Teu querer: No mundo de hoje, um outro Daniel! Do livro “Menina sem nome”.

Latest Insta posts

Current Online Auctions