Letícia Oliveira

Bio

E de tão perto, se tornou longe! Perto, longe. De perto e tão perto, Se tornou longe, E no desmanche, Tudo virou dor. Tava pertinho hoje... Longe demais do meu... Co... co... Cora... cora... Não sei o que dizer. Faltou muita COR, Faltou AÇÃO, Faltou CORAÇÃO. Queria poder te contar, Da outra escrita que ainda não consegui declamar, Dos versos inspirados em ti, Do pouco que vi você sorri. Pobre poeta, Rico de pensamentos, Desprovido de amores, Cheio de desejos e dores. Desculpa tá moça, Mas tenho que parar de escrever um pouco, Se não ficou louco, E louco mesmo só quero ficar por ti. Quero ficar rouco... Não de cantar, Rouco de gritar que te quero, E por esse desejo tão grande, fico aqui e te espero. Poxa moça, Nunca me deu muita bola, Melhor eu ir saindo fora, Pois meu coração quando te vê já se apavora. Isso deve ser bom, E de tão bom deve ser teu carinho, Hoje sou só um sonhador, Querendo viver ao teu lado sorrindo. Bom já que não posso te ter ainda, Ao menos posso ver as vezes você sorrindo, Isso é bom porque é real, É melhor que te ver quando estou sonhado, dormindo. Moça to indo pensar, Pra vê se passa, A dor que eu ainda nem tentei curar, Boa Noite pois a poesia tem que acabar, Já meus versos por ti, Hoje percebi, Por enquanto não terá fim.

Latest Insta posts

Current Online Auctions