Joyce Correia

Bio

“Caráter devia vir estampado na testa, como uma marca de nascença impossível de não se notar. Tão exposta aos olhos alheios quanto a cor da pele ou o contorno dos lábios. Assim, para todo mundo ver e ninguém acabar decepcionado, afogado em mágoas dizendo que nunca imaginou que tal pessoa poderia ser assim. Para ninguém terminar injustiçado, julgado por algo que não é. Devia vir como carimbo: sinal vermelho, não confie. Sinal verde, abrace e não permita que vá embora pois anda em falta no mercado. Infelizmente, a única coisa visível a olho nú e ingênuo é a simples aparência, sem nota ou carimbo na pele. Olhos que desviam verdades e sorrisos que manipulam mentiras. Mãos que puxam e, logo em seguida, empurram. Nada mais do que rostos guardando os verdadeiros traços por trás da epiderme. E aí, dá nessa maluquice que sempre foi. O bom é mau e o mau é a-pessoa-mais-incrivelmente-fofa-que-conheço. É preciso alguns tropeços para bater de frente com a cara-de-pau e se tocar de que lá dentro sempre foi oco.” _____ “Quantas vezes tentaram adivinhar o que sentíamos, e erraram. Julgaram nossas ações, e erraram. Tiveram certeza sobre nossos propósitos, erraram. O que somos de verdade e o que queremos de fato, só nós sabemos. Só nós. - Sós.”

Latest Insta posts

Current Online Auctions