Jessica Pietschmann

Bio

Eu já ri até a barriga doer, Já nadei até perder o fôlego, Já dormi nu, Já me queimei brincando com velas, Já fiz bola de chiclete e sujei todo o rosto Já conversei com o espelho, Já quis ser aeromoça, médica e veterinária Já chorei até dormir e acordei com o rosto desfigurado, Já me escondi atrás da cortina e esqueci os pés pra fora. Já quis ser uma ave e voar bem alto para longe... Já tomei banho de chuva, Já peguei atalhoss errado e continuo andando pelo desconhecido... Já chorei por dentro ouvindo músicas JÁ TENTEI ESQUECER ALGUMAS PESSOAS, MAS DESCOBRI QUE ESSAS SÃO AS MAIS DIFÍCEIS DE SE ESQUECER. Já tentei pegar estrelas, Já fiz juras eternas, (que acabam por durar pouco tempo...) Já escrevi no muro da escola, nas carteiras, no chão... Já chorei sentado no chão do banheiro, Já saí pra caminhar sem rumo, sem nada na cabeça, ouvindo estrelas... Já fiquei sozinho no meio de mil pessoas sentindo falta de uma só... Já bebi cachaça até sentir dormentes os meus lábios, Já senti medo do escuro, Já tremi de nervoso, Já quase morri de amor, mas renasci novamente pra ver o sorriso de alguém especial. Já acordei no meio da noite e fiquei com medo de levantar. Já apostei em correr descalço na rua, Já gritei de felicidade, JÁ ME APAIXONEI E ACHEI QUE ERA PARA SEMPRE, MAS SEMPRE ERA UM 'PARA SEMPRE' PELA METADE... JÁ CHOREI AO VER AMIGOS PARTINDO... Já descobri que a vida é mesmo um ir e vir sem razão.

Latest Insta posts

Current Online Auctions