Ana Araujo

Bio

"Mesmo depois de uma vida inteira de amores, o amor será sempre o desconhecido. O amor quer ser interferido, quer ser violado, quer ser transformado a cada instante. A vida do amor depende dessa interferência. Morrer de amor é a substância de que a vida é feita, ou melhor, só se vive no amor. E a língua do amor é a língua que eu falo e escuto." (Paulinho Moska)

Latest Insta posts

Current Online Auctions